Carregando...

Apostila para download: Redes Linux - Comandos gerais e Servidores



Ótima apostila que trata do tema relacionado a redes em Linux. De forma objetiva o autor, Jorgeley Inácio Júnior, aborda os temas principais relacionados à montagem de rede em ambiente Linux. 

Ao todo são 41 páginas de ótimo conteúdo, e em complemento a essa apostila, segue abaixo o link para a apostila relacionada ao curso de segurança em redes Linux, prática, de leitura leve e bem abrangente.

Boa Leitura.




Linux – Apostila sobre Redes

tags: cursos,redes,segurança,redes,linux
Continue lendo>>

Melhores ferramentas de gerenciamento de redes de código aberto

Softwares de código aberto oferecem uma alternativa atraente em relação a produtos comerciais mais caros, mas esses também podem oferecer resultados satisfatórios à altura?

Na realidade sim. Quando nós nos referimos a ferramentas as quais o sistema Linux é o protagonista , certamente e com um pouco de pesquisa, você encontrará ferramentas de código aberto em níveis de qualidade tão bons quanto ferramentas pagas, disponíveis no mercado.

Nesse artigo, relacionamos três ferramentas para gerenciamento de redes, de código aberto, que contam com muitos usuários em diversos países e que funcionam muitíssimo bem principalmente em  ambientes empresariais de pequeno e médio porte.


As  três ferramentas são:

Open NMS
Pandora FMS
Zabbix


OpenNMS

O OpenNMS é uma plataforma de código aberto, altamente integrada, de classe operadora, projetada para a construção de soluções de monitoramento de rede. Existem duas distribuições do OpenNMS: Meridian e Horizon.

Usando Meridian é aconselhável para empresas e empresas à procura de estabilidade e suporte em longo prazo. Horizon é o lugar onde a inovação acontece rapidamente e é ideal para monitorar novas tecnologias e ecossistemas de TI.

Ambas as distribuições são completamente open source.

Está disponível em Linux para CentOS ou RHel, Debian ou Ubuntu, na versão b4bits, mas também existe uma versão para Windows server.

Site do fabricante: https://www.opennms.org/en


Best Open Source Network Management Tools




Pandora FMS

Pandora FMS é um software de monitoramento para gerenciamento de infraestrutura de TI. Ele inclui equipamentos de rede, servidores Windows e Unix, infraestrutura virtual e todos os tipos diferentes de aplicativos.

 A ferramenta Pandora FMS tem uma grande quantidade de recursos, tornando-se um software de nova geração que abrange todos os problemas de monitoramento que uma organização pode ter.

O Pandora FMS se destaca por sua facilidade de instalação e interface de usuário moderna. 

Em geral, a configuração é bem mais fácil e intuitiva em relação aos outros.
Está disponível em Linux para CentOS ou RHel, Debian ou Ubuntu, mas também existem versões para Windows.

Site do fabricante: https://pandorafms.org/es/


Best Open Source Network Management Tools




Zabbix

Segundo o site 4linux, O Zabbix é uma ferramenta de monitoramento de redes, servidores e serviços, pensada para monitorar a disponibilidade, experiência de usuário e qualidade de serviços. 

A arquitetura Zabbix e a flexibilidade dos módulos permitem que a ferramenta seja utilizada para o monitoramento convencional (vivo/morto on/off), acompanhamento de desempenho de aplicações, análise de experiência de usuário e análise de causa raiz em ambientes complexos, através do servidor Zabbix e as regras de correlacionamento.

A ferramenta de monitoramento de redes Zabbix oferece uma interface 100% Web para administração e exibição de dados. Os alertas do sistema de monitoramento Zabbix podem ser configurados para utilizar vários métodos de comunicação, como SMS, e-mail e abertura de chamados em sistemas de helpdesk. 

O sistema permite ainda que ações automáticas como, por exemplo, restart de serviços sejam executados a partir de eventos.




Disponível para distribuições Linux.

Site do fabricante: http://www.zabbix.com/


Best Open Source Network Management Tools



referências:
networkworld.com
4linux
tags: ferramentas, redes, monitoramento,open source
Continue lendo>>

Como ficar visível para os recrutadores no LinkedIn

LinkedIn é uma rede social de negócios fundada em dezembro de 2002 e lançada em 5 de maio de 2003. É comparável a redes de relacionamentos, e é principalmente utilizada por profissionais com o intuito de apresentar suas aptidões, de uma forma que outros profissionais da mesma empresa possam endossar, dando credibilidade ao conteúdo.

O principal propósito do site é permitir que usuários registrados possam manter uma lista detalhada de contatos de pessoas que eles conheçam e em quem confiem. As pessoas nessa lista são chamadas de conexões. Os usuários podem convidar qualquer um (seja um usuário do LinkedIn ou não) para tornar-se uma conexão. Esta lista de conexões pode, então, ser usada de vários modos:

Uma rede de contatos acumulada, constituída de suas ligações diretas, de segundo grau, terceiro grau e assim por diante facilitam o conhecimento de profissionais através de seus contatos mútuos.

Isso pode ser usado para encontrar trabalhos, pessoas e oportunidades recomendadas por qualquer um na sua rede de contatos.

Os empregadores podem listar trabalhos e buscar por candidatos potenciais.

Todos os candidatos a emprego podem rever o perfil de contratação e descobrir qual dos seus contatos existentes poderia apresentá-lo aos empregadores.
Origem: Wikipédia




Uma coisa que muita gente não sabe, é como deixar o seu perfil visível para os recrutadores. Eu vejo algumas pessoas se queixando sobre a dificuldade em se candidatar às vagas oferecidas no LinkedIn, mas se você conhece e utiliza os recursos dessa rede de maneira adequada, os resultados serão bem interessantes.

Lógico que apenas isso não resolve. Um currículo sem firulas, conciso e bem coerente também chama muito a atenção, mas essas dicas são  para quem é especialista na área. Aqui apenas vou mostrar como ativar o recurso que avisa aos recrutadores que você está disponível para contratação.



Como ficar visível para os recrutadores no LinkedIn:



Na sua página de perfil, clique no menu vagas:

How to enable feature that tells recruiters that you are available for hiring on LinkedIn - notoriobit





Na página que abrirá, selecione Atualizar Preferências:

How to enable feature that tells recruiters that you are available for hiring on LinkedIn - notoriobit






Abrirá uma janela a qual você deverá indicar suas preferências, localidade, cargos e assim por diante:








Importante

Para que as alterações tenho efeito, você deverá preencher todos os campo e no final ativar o compartilhamento de perfil e em seguida, clicar em concluído:


How to enable feature that tells recruiters that you are available for hiring on LinkedIn - notoriobit



Fetio isso, o seu perfil estará visível para os recrutadores que buscam profissionais via LinkedIn.




Recomendo que você leia essa matéria que saiu no Estadão que tem tudo a ver com esse artigo:


Boa sorte nessa jornada.
tags: empregos, vagas,recrutamento,profissionais,linkedin
Continue lendo>>

Erro 404 Página não encontrada - configurar redirecionamento no blogger


É muito comum encontrar vários tutoriais a respeito desse assunto de como configurar essa página de retorno de erro.

“O erro 404 é um código de resposta HTTP que indica que o cliente pode comunicar com o servidor, mas ou o servidor não pôde encontrar o que foi pedido, ou foi configurado para não cumprir o pedido e não revelar a razão, ou ainda, a página não existe mais.”
Erro 404 – Wikipédia









Para que você não tenha problemas maiores e evite o excesso de firulas e páginas coloridas que não dizem nada, adicione esse script no seu blog. Caso você tenha um retorno 404 em alguma página, ele automaticamente direciona o seu visitante para a página sua página  inicial.



Vá para Configurações – Erros e redirecionamentos – “Página não encontrada personalizada” e editar

Configure Error 404 - Page Not Found - Notoriobit




Adicione esse pequeno código e confirme:



<h1>Ooops.... Erro 404 Página não encontrada! </h1>
<br><b>Lamentamos, mas não foi possível encontrar a página que você está procurando.
Isso pode acontecer no URL do site que você tenha digitado incorretamente ou esta página não existe mais.</b>
<script type = "text/javascript">
BSPNF_redirect = setTimeout(function() {
location.pathname= "/"
}, 5000);
</script>






Como já foi dito, esse pequeno script faz com que o seu visitante seja  redirecionado para a página inicial, evitando que ele saia rapidamente do seu blog, mesmo assim, eu adicionei uma pequena mensagem, pois verifiquei que em alguns modelos de template o tempo de redirecionamento é um pouco maior.





tags: Seo, redirecionamento,erro 404
Continue lendo>>

Exemplos de uso do APT no Debian ou Ubuntu




APT significa Avanced Package Tool. O apt é um conjunto de ferramentas contidas nas distribuições Debian/Ubuntu. O comando apt pode ser utilizado para várias funções, como por exemplo, instalar e remover aplicativos, atualizar o sistema e outras funções .









Segundo o site ubuntudicas, o APT faz parte de um projeto grande e os planos originais de seus criadores não poderiam deixar de pensar em uma interface gráfica que facilitasse as suas relações com o usuário final do produto. Na comunidade daqueles que “alimentam” o linux com projetos, programação e correções de problemas, grande parte de seus usuários e/ou desenvolvedores se preocupa em tornar seus programas mais capazes de serem usados por pessoas mais leigas.





Use o apt para instalar, atualizar, configurar e remover aplicativos / programas para um sistema operacional Debian ou Ubuntu de forma consistente.


Alguns exemplos de como utilizar o APT no Debian ou Ubuntu

Sintaxe



A sintaxe básica é a seguinte:

apt [opção] command
apt [op
ção] command pkg1
apt [op
ção] command pkg1 pkg2


Exemplos de comando apt


Vejamos como usar o comando apt para instalar atualizações de segurança ou novos conjuntos de pacotes no Ubuntu ou no Debian Linux.


Como buscar atualizações

Para transferir informações do pacote de todas as fontes configuradas, digite:


$ sudo apt update




Como aplicar atualizações de pacotes e de segurança

Para atualizar todos os pacotes atualmente instalados no sistema, execute:




$ sudo apt upgrade




Exemplo de saída:



Ler listas de pacotes ... Concluído
Árvore de dependência de construção
Ler informações de estado ... Concluído
Calculando a atualização ... Concluído
Os seguintes pacotes NOVOS serão instalados:
Libboost-random1.58.0 liblvm2app2.2
Linux-headers-4.4.0-16
Linux-headers-4.4.0-16-genérico
Linux-image-4.4.0-16-genérico
Linux-image-extra-4.4.0-16-genérico
Os pacotes a seguir serão atualizados:
Apport bsdutils dbus dmeventd dmsetup ethtool
Gcc-5 base de dados geoip grub-legacy-ec2
Libblkid1 libdbus-1-3 libdevmapper-event1.02.1
Libdevmapper1.02.1 libfdisk1 libglib2.0-0
Libglib2.0-data liblvm2cmd2.02 liblxc1 libmount1
Libpam-cgfs libpam-systemd libpython3.5-minimal
Libpython3.5-stdlib librados2 librbd1
Libsmartcols1 libstdc ++ 6 libsystemd0 libudev1
Libuuid1 linux-generic linux-headers-genérico
Linux-image-genéricos lvm2 lxc lxc-common
Lxc-templates lxc1 lxcfs lxd montagem lxd-client
Openssh-client openssh-servidor openssh-sftp-server
Python3-apport python3-lxc python3-problema-relatório
Python3.5 python3.5-sudo mínimo systemd
Systemd-sysv tzdata ubuntu-mínimo ubuntu-padrão
Udev util-linux uuid-runtime
59 atualizado, 6 recém-instalado, 0 para remover e 0 não atualizado.
Necessidade de obter 96,4 MB de arquivos.
Após essa operação, 297 MB de espaço em disco adicional serão usados.
Você quer continuar? [Y / n] y
Obter: 1 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 bsdutils amd64 1: 2.27.1-6ubuntu2 [51.6 kB]
Obter: 2 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 util-linux amd64 2.27.1-6ubuntu2 [847 kB]
Obter: 3 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 mount amd64 2.27.1-6ubuntu2 [121 kB]
Obter: 4 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 dbus amd64 1.10.6-1ubuntu3 [141 kB]
Obter: 5 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 libdbus-1-3 amd64 1.10.6-1ubuntu3 [161 kB]
Obter: 6 http://us.archive.ubuntu.com/ubuntu xenial / principal amd64 systemd-sysv amd64 229-3ubuntu2 [17,3 kB]
...
-benzóico.
-benzóico.
Configurando o lxd (2.0.0 ~ rc8-0ubuntu2) ...
Configurando liblvm2cmd2.02: amd64 (2.02.133-1ubuntu8) ...
Configurando dmeventd (2: 1.02.110-1ubuntu8) ...
Configurando o lvm2 (2.02.133-1ubuntu8) ...
Update-initramfs: adiamento da atualização (disparador ativado)
Processando acionadores para shared-mime-info (1.5-2) ...
Processando disparadores para libc-bin (2.23-0ubuntu2) ...
Processando acionadores para initramfs-tools (0.122ubuntu6) ...
Update-initramfs: Gerando /boot/initrd.img-4.4.0-16-generic

Se necessário, novos pacotes serão instalados para satisfazer dependências, mas os pacotes existentes nunca serão removidos.




Uma observação sobre a aplicação 

de pacotes e atualizações de segurança:



Basta digitar os dois comandos a seguir para aplicar todas as atualizações de segurança e novos pacotes:


$ sudo apt update && sudo apt upgrade




Veja o exemplo através desse gif:

fonte:www.cyberciti.biz




Para ver a lista de pacotes que podem ser atualizados no sistema, digite:



$ apt list –upgradable




Como executar a atualização completa do sistema:



O comando de upgrade executa a função de atualização de forma mais completa, porém, removerá os pacotes atualmente instalados se isso for necessário para atualizar o sistema como um todo.



$ sudo apt full-upgrade




Como instalar um novo pacote


Para instalar um novo pacote como exemplo, chamado notorio, digite:

  
$ sudo apt install {pkg nome}
$ sudo apt install notório




Como remover um pacote

Para excluir ou remover um pacote chamado nginx, digite:


$ sudo apt remove {pkg nome}
$ sudo apt remove notório





APT purge

A opção purge é utilizada para remover os arquivos de pacote e de configuração.


A remoção de um pacote exclui todos os dados empacotados, mas geralmente deixa os arquivos de configuração de usuário que foram modificados, no caso de a remoção ser um acidente. 

Apenas a emissão de um pedido de instalação para o pacote removido acidentalmente restaurará sua função como antes . Por outro lado, você pode se livrar dessas sobras chamando purge mesmo em pacotes já removidos:


Veja o nosso exemplo abaixo:


$ sudo apt purge {pkg nome}
$ sudo apt purge notório





A opção autoremove


A opção autoremove é utilizada para remover pacotes que foram instalados automaticamente para satisfazer dependências de outros pacotes e agora não são mais necessários como dependências alteradas ou pacote (s) que necessitam deles.

Por exemplo, ao atualizar o kernel de uma Distro qualquer para uma versão 4.1.5, talvez você não precise do kernel do Linux versão 3.8.5.


A sintaxe é:



$ sudo apt autoremove
$ sudo apt --purge autoremove




Como pesquisar pacotes

Por exemplo, para pesquisar pacotes php, insira:



$ apt search php
$ apt search mysql-5.?
$ apt search mysql-server-5.?
$ apt search httpd*
$ apt search ^apache
$apt search ^nginx
$ apt search ^nginx$




Como encontrar informações sobre pacotes


Para mostrar ou ver informações sobre o (s) pacote (s), incluindo suas dependências, o tamanho da instalação e do download, as fontes de que o pacote está disponível, a descrição do conteúdo dos pacotes e muito mais, você deve inserir esses comandos:



$ apt show {pkg nome}
$ apt show notorio





Em sua distro, seja ela Debian ou Ubuntu, uma boa dica é verificar as opções de comando do APT na página manual (man) :




Lista - lista pacotes baseados em nomes de pacotes
  Pesquisa - pesquisa em descrições de pacotes
  Show - mostrar detalhes do pacote
  Instalar - instalar pacotes
  Remover - remover pacotes
  Autoremove - Remove automaticamente todos os pacotes não utilizados
  Update - lista de atualização de pacotes disponíveis
  Upgrade - atualize o sistema instalando / atualizando pacotes
  Atualização completa - atualize o sistema removendo / instalando /
atualizando pacotes
  Edit-sources - editar o arquivo de informações de origem




Relembrando:


Como instalar um programa?
sudo apt-get install nome_do_programa

Como atualizar um programa?
sudo apt-get update nome_do_programa

Não sabe o nome do programa a instalar, como fazer?
sudo apt-cache search nome_do_programa

Como remover um programa?
sudo apt-get remove

Informação detalhada de um determinado programa
apt-cache show




FUNÇÕES DO APT:

list
lista pacotes baseado no nome do pacote
search
procura na nas descrições dos pacote pela <keyword> dada
show
mostra detalhes do pacote
update
atualiza a lista dos pacotes disponíveis no repositório do sistema (list)
install
instala pacotes
remove
remove pacotes
upgrade
atualiza o sistema instalando ou atualizando pacotes
full-upgrade
atualiza o sistema removendo , instalando ou atualizando os pacotes
edit-sources
edita o arquivo de informação sobre as fontes para pacotes


"O APT realiza o processo de instalação, remoção, atualização, listagem de foma automática, de modo que quaisquer outros pacotes derivados que possam ser necessários sejam também baixados e instalados durante o processo de instalação de um programa"
fonte: ubuntudicas



Artigos interessantes sobre o APT:

http://www.ubuntudicas.com.br/2015/06/apt-get-dpkg-e-aptitude/
https://www.vivaolinux.com.br/artigo/Principios-do-APTGET-Conheca
-esta-fantastica-ferramenta-do-Debian

tags: pacotes, Linux,apt, apt-get
Continue lendo>>